quinta-feira, 21 de março de 2013

Resenha: Uma curva na estrada

Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 303
Avaliação: 


A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa.

As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro.
Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele.

Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil  que pode mudar suas vidas para sempre.
****
Sempre gostei bastante dos romances do Nicholas Sparks que normalmente seguem uma "receitinha de bolo" ou seja,  sempre me preparo para muito drama, momentos tão fofos que ficam na minha cabeça por muito tempo, algumas reviravoltas e lágrimas, muitas lágrimas. E surpreendentemente dessa vez ele fugiu um pouco do seu estilo mudando a forma de contar a história, e mesmo não tendo derramado nenhuma lágrima, o livro me provocou uma reflexão tão difícil. Eu consegui me colocar  no lugar dos todos os personagens importantes da trama e no final aprovei as escolhas que eles fizeram. Então apesar da história ser sim muito triste, fiquei feliz e satisfeita com o desfecho.

Confesso que no começo eu não tinha grandes expectativas com Uma curva na estrada, achei que seria mais do mesmo. Mas foi exatamente tudo que eu não esperava, e no bom sentido, me surpreendi muito com a força e honestidade dos personagens. Sparks decidiu contar a história de uma maneira diferente das dos  seus livros, sempre narrados na íntegra em terceira pessoa. Dessa vez a narrativa é alternada em primeira e terceira pessoa, sendo que o narrador em primeira pessoa é um personagem que inicialmente não é apresentado, só sabemos que ele vai contar uma história e que ela envolve ele, Miles Ryan, Missy e Sarah Andrews, e conforme vamos lendo descobrimos que esse narrador atropelou Missy, esposa de Miles há alguns anos atrás. Intercalando, o narrador em terceira pessoa conta a história de amor de Miles e Sarah. Essa forma de contar a história foi excelente,  porque ao mesmo tempo em que eu me apaixonava pelo casal Miles e Sarah, eu fiquei muito curiosa para descobrir quem  tinha atropelado Missy e o que fez ele tomar as decisões que tomou. 

"Portanto, como eu já disse antes, esta é a história de Missy, do mesmo jeito que é a história de Miles e Sarah. E é também a minha história" - pág. 7

A narrativa como sempre nos livros do Nicholas foi fluída e nada cansativa. Li o livro em dois dias e ainda queria mais. Todos os personagens me cativaram, e quando eu digo todos eu incluo o responsável pela morte da Missy, porque mesmo eu não tendo concordado com o fato dele ter fugido do local do acidente, eu pude compreender o que ele fez, porque conforme os fatos foram sendo apresentados e esclarecidos uma pergunta ficava martelando na minha cabeça: "E se fosse eu? Se eu estivesse no lugar dele?". E no final do livro esse mesmo personagem se mostrou uma pessoa de caráter, escolhendo fazer a coisa certa. Ganhou muitos pontos comigo.

Miles Ryan é um homem sofrido, amargurado, triste e que se culpa pela morte da esposa, mas também um homem integro, correto e amável com o filho, o típico mocinho que precisa ser cuidado e de precisa amor, e é isso que a ótima Sarah lhe oferece. Sarah sem dúvidas é a melhor personagem do livro, com atitudes que me surpreenderam e mostraram que ela era uma mulher forte e de caráter que merecia tudo de bom que a vida poderia lhe oferecer. Com certeza a escolha que ela fez em um determinado momento do livro foi muito difícil, não consigo nem imaginar o que eu faria se fosse comigo, mas ela foi forte o suficiente para fazer a escolha certa. A história do amor dois dois me convenceu e em diversos momentos eu me peguei suspirando de amor também hahahahaha. O que me incomodou um pouco na Sarah foi o relacionamento que ela tinha com a mãe, por mais que a mãe dela foi "intrometida" eu achei que a Sarah implicava demais com a coitadinha, que só era preocupada demais como a maioria das mães. 

Destaque também para Jonah e Missy. O garoto é uma graça e de coração puro apesar da perda da mãe e das dificuldades que sofre na escola, o que o deixa com a auto estima um pouco para baixo em alguns momentos. E Missy mesmo nunca estando de fato presente na história, foi fundamental para entendermos tanto Miles quando Jonah e de certa forma se não fosse por ela a história de amor de Sarah e Miles nunca teria acontecido

O final não me surpreendeu muito, porque eu já tinha "suspeitas" de quem era o motorista do carro que atropelou Missy e também já imaginava que a história seria resolvida daquela forma, mas mesmo assim foi um final que me agradou, porque pra mim tudo foi resolvido da melhor maneira (ou talvez a única) que era possível. 
A capa segue o mesmo padrão das publicações dos livros do Sparks pela Editora Arqueiro e eu acho fofo os casais apaixonados na capa. A diagramação é simples, com páginas amareladas, cada capítulo é marcado com uma numeração e os capítulos que são narrados em primeira pessoa são escritos com letra em itálico, que dá uma sensação de escrita em um diário, e os capítulos narrados em terceira pessoa são escritos em letra de forma normal. 

Uma curva na estrada é um história sobre perdão, sobre seguir em frente apesar da dor e sofrimento , sobre aprender a lidar com a dor e com o passado e sobre aprender a dar valor as pessoas e as coisas que realmente importam na vida. Palmas à Nicholas Sparks mais um vez.

"Onde de fato começa um história? Na vida, são raros os inícios bem marcados, aqueles instantes dos quais um dia poderemos dizer :"Foi ali que tudo começou". Mas às vezes o destino cruza nosso caminho e inicia uma sequencia de acontecimentos que levam a um desfecho imprevisível." - pág. 5

quarta-feira, 20 de março de 2013

Na playlist: Ed Sheeran

Essas semanas "zapeando" pelo Youtube, acabei escutando a música Give Me Love, do cantor Ed Sheeran. O inglês começou a fazer sucesso recentemente após uma participação no álbum Red da cantora americana Taylor Swift e também já escreveu músicas para a boyband One Direction. 
Achei o clipe de "Give Me Love" bem feito e com uma historinha mó legal. O clipe conta a história de uma espécie de culpido vivida pela atriz Isabel Lucas (Imortais). Confere aí:
Curtiram o clipe? Acham que o inglês tem um futuro promissor?

terça-feira, 19 de março de 2013

Inspiração: Penteadeira

Acho que quase toda menina que sonha com o "quarto dos sonhos" (ficou repetitiva essa frase né?) imagina como seria sua penteadeira. Pensando no meu quarto dos sonhos, fui em busca de inspirações de penteadeiras, e achei modelos e ideias legais, além de dicas para aproveitar bem os espaços (em apartamento espaço é VIDA!) 
As penteadeiras podem ser planejadas, ou seja, você contrata um arquiteto ou um serviço de uma loja especializada em móveis planejados (que normalmente já tem um arquiteto próprio) e juntos vocês desenvolvem o seu espaço levando em consideração seu estilo, suas necessidades, o espaço e o $$$ que você pretende investir. Você pode criar sua própria penteadeira, comprando uma bancada ou a penteadeira pronta. Além disso você poder dar uma repaginada em um móvel antigo da sua casa, que tal? 
Pense na iluminação do seu cantinho. Sua penteadeira fica perto de uma janela? É suficiente? Qual tipo de iluminação é melhor? Normalmente é ideal criar uma "harmonia" na iluminação e mesclar diferentes tipo de luz, como a natural, a amarela e a fria. Pense também na utilidade da sua penteadeira, porque em alguns casos ela servirá como escrivaninha por exemplo, e também na quantidade de produtos, maquiagens e acessórios que você têm e pretende guardar nela. Assim você pode dimensionar o espaço que você tem disponível e analisar se aquele modelo de penteadeira será suficiente para guardar todas as suas coisinhas com cuidado e de maneira organizada. Pense também na sua cadeira, afinal conforto é muito importante também.
Existem esses modelos de penteadeira em que o espelho já é "acoplado" e acredite espelho é muito importante, afinal quem já conseguiu se maquiar e sair diva de casa sem espelho? Se você como eu sofre de miopia e astigmatismo trate de arrumar um espelho grande. Espelhos de aumento também são ótimos para ficar encima da sua bancada, vai por, especialmente para os momentos de colocar cílios postiços e tirar a sobrancelha (#experiências)
E que tal colocar uma bandeja para guardar perfumes? Fica charmoso e dá um toque vintage. Você pode usar xícaras e copos fofos para guardar seus brincos, anéis e pincéis de maquiagem. Porta jóias também são sempre clássicos e femininos. Organizadores de acrílico são ótimas opções custos x benefício e existem milhares de modelos, para guardar desde batons até os maiores com gaveteiros. Dentro das gavetas procure organizar da maneira que seja mais prática e faça mais sentido pra você, e separe as gavetas com caixas, assim fica mais fácil procurar determinado produto. Eu por exemplo, guardo todas as minhas bases, pós e corretivos em uma gaveta, e em outra deixo todos os produtos de olhos e em outra caixa eu separo todos os blushes.  
É isso meninas, espero que tenham gostado das dicas, e que cada uma faça da sua penteadeira um lugarzinho com a sua cara e seu estilo!

O tumblr da Universidade Monstros

Eu estou muito ansiosa pelo filme "Universidade Monstros" prequel do filme Monstros S.A, que é uma das minhas animações favoritas da vida e uma das primeiras que me fez prestar atenção nesse tipo de filme. Pra mim os filmes de animação são o que têm as mensagens mais simples e lindas, lições de amor, amizade, companheirismo e que sonhar vale a pena e como não amar o trio Mike, Sulley e Boo?
A Disney pensando na divulgação do filme, que chega aos cinemas brasileiros dia 21 de junho, criou um Tumblr do filme intitulado The Grumblr . De acordo com a descrição o proprietário do Tumblr é um aluno de monstrópolis viciado em cafe. No tumblr você pode encontrar diversos gifs e quotes do filme. 
Sigam o The Grumblr e fique por dentro do filme!

segunda-feira, 18 de março de 2013

Happy Birthday Adam Levine!

Hoje é aniversário do muso Adam Levine, vocalista do Maroon 5 e meu amante imaginário! O cantor está completando 34 anos de muita saúde, talento e beleza. Ele é vocalista é uma das minhas bandas favoritas da atualidade, conheço todas as músicas, clipes... enfim, é Maroon 5, é Adam Levine, é muito amor.
Assistam os clipes de "This Love" e de "One More Night"e vejam a "evolução" do rapaz, musicalmente continua ótimo, mas no quesito massa muscular+sex appeal+tatuagens mudou, e pra MELHOR! 

Parabéns Adam LevineLINDO e um beijo pra sua mãe, afinal ela fez essa maravilha para música e para nós, mulheres.
Vocês são fãs do Adam? Qual a música favorita de vocês? 

Novos vídeos de Game Of Thrones

Os fãs estão mais que ansiosos para o começo da nova temporada de Game Of Thrones. A HBO lançou novos comerciais de TV da nova temporada:



Game Of Thrones estreia de 31 de março. Ansiosas? Eu estou.

Cinema: Estréias da Semana

Chegou a hora de conferir as estréias da semana... Confesso que essa semana não me "empolgou" muito não e inacreditavelmente não temos nenhum filme romântico na lista (todas choras :x). Enfim, os lançamentos são:

"Parker", longa estrelado por Jason Statham (Os Mercenários) e Jennifez Lopez (Plano B), que por sinal estava meio "sumidinha" das telonas. O filme "de ladrões" promete muita ação e meia dúzia de clichês. Confira o trailer abaixo:

Mais um filme de ação (e provavelmente mais um clichê), "Invasão à Casa Branca",  estrelado por Gerard Butler (300), Aaron Eckhart (Batman: Cavaleiro das Trevas), Morgan Freeman (Batman: Cavaleiro das Trevas Ressurge) e Melissa Leo (O Vencedor). Naquela mesma "vibe" de um super agente especial (Butler) que é a ÚNICA esperança de salvar a Casa Branca. No mínimo deve ser patriótico né!? 

Provavelmente mais um filme ruim brasileiro, infelizmente. Essa foi a impressão que eu tive com a sinopse e o trailer de "Vai que dá certo". Com alguns dos nomes de sucesso do humor brasileiro como Lúcio Mauro Filho (A grande família), Bruno Mazzeo (Cilada.com), Fábio Porchat e Danton Mello, a história narra o reencontro de cinco amigos da adolescência que compartilham a frustação de não terem alcançado o sucesso. Juntos decidem roubar uma transportado de valores e dar fim aos dias de miséria, mas o crime (quase) perfeito... o resto vocês já imaginam né? 
Por fim a animação "Os Croods" pode ser uma grata surpresa. Depois que a caverna da família Crood é destruída, o clã se vê obrigado a partir em busca de uma nova casa. Liderados por Grug, só não imaginavam que sair das cavernas ia render a maior aventura de suas vidas. Com vozes originais de Nicolas Cage (Kick-Ass), Ryan Reynolds (Lanterna Verde) e Emma Stone (A mentira), o filme me pareceu uma animação fofa (mas a maioria sempre é!) e cheia de aventura. Confiram o comercial de TV:
E vocês ficaram animadas com as estréias?

sexta-feira, 15 de março de 2013

Na playlist: Chlöe Howl

Guardem esse nome... Chlöe Howl. A ruivinha de apenas 18 anos e uma voz forte já está sendo considerado uma das promessas de 2013. A música "Rumour" acabou de ser divulgada e já está sendo sucesso. Quer saber porque? Dá o play: 

Curtiram? Aquecimento da baladinha...

quinta-feira, 14 de março de 2013

"22", novo clipe da Taylor Swift

"22", novo sigle da cantora Taylor Swift foi lançado hoje. No clipe a cantora tira um dia de folga com as amigas (que são amigas na vida real) pra aprontar, bagunçar e ir à praia. Eu achei a música bem fofinha, o clipe tem pegada meio vintage e quando se trata de Taylor Swift o figurino sempre impecável. 
Como sempre a cantora caprichou...curtiram?

Cinema: Estréias da Semana

As estreias da semana estão bem ecléticas e todas chegam aos cinemas brasileiros essa sexta, dia 15 de março! Vamos conferir?

"A Fuga", com elenco formado por Eric Bana (Tróia) e Olivia Wilde (Tron: Legacy) o filme de ação conta a história de dois irmãos que ao fugir após roubarem um Cassino, acabam se separando. Enquanto Liza, a irmã tenta pegar carona com um rapaz que simpatiza com ela, o irmão Addison foge deixando rastros de morte e a polícia em seu encalço.

Um dos grandes lançamentos do mês o filme "Anna Karenina" foi aclamado pela crítica e ganhou o Oscar de melhor figurino. A trama conta com nomes de peso como Keira Knightley (Orgulho e Preconceito), Jude Law (A Invenção de Hugo Cabret), Aaron Johnson (Selvagens) e Matthew Macfadyen (Os três Mosqueteiros) e ambientada no século 19, conta a história de Anna Karenina uma jovem casada com um rico membro da nobreza russa, Alexei Karenin. Quando a jovem viaja para consolar a cunhada que vive uma crise no casamento devido a infidelidade do marido, conhece o conde Vronsky, que passa a cortejá-la. Apesar da atração que sente, Anna decide voltar para sua cidade, no entanto, Vronsky a encontra na estação de trem e confessa seu amor, fazendo com que Anna decida se separar de Alexei. 

"Linha de Ação", o longa de ação estrelado por Mark Wahlberg (O Lutador), Russel Crowe (Os Miseráveis) e Catherine Zeta-Jones (Rock of Ages). Nicholas Hostetler é o prefeito de Nova York e contrata Billy Taggart, um ex-policial que caiu em desgraça na corporação, para investigar quem é o amante de sua esposa e tornar pública a informação. Por mais que tenha antigas discordâncias com o prefeito, responsável por sua saída da polícia, Billy aceita a tarefa pelo dinheiro que ganhará caso ela seja bem-sucedida. Entretanto, logo ele descobre que Nicholas tem outras intenções por trás da investigação encomendada. 
O trailer foi muito bem feito e é eletrizante, fiquei com vontade de assistir e tem o Mark Wahlberg, ou seja, já vale o ingresso!

Por fim o lançamento nacional "A busca" com o ator Wagner Moura (Tempo Perdido), que vive Theo, um médico que parte na busca pelo filho Pedro, que desaparece misteriosamente no final de semana de seu aniversário de 15 anos. Na busca pelo filho Theo acaba reencontrando o pai com quem não falava há anos. Até onde você acha que um pai pode ir por um filho?

Gostaram das estreias? Até mais.



Lançamentos Literários de Março: Intrínseca

Então pessoal voltando aos lançamentos literários do mês de março, separei os lançamentos da Intrínseca (outros lançamentos literários de março aqui). Fiquei muito empolgada com três livros, vamos conferir?
Garota exemplar, de Gillian Flynn- " Na manhã do quinto aniversário de casamento, Amy desaparece de casa, às margens do Rio Mississipi. Tudo indica se tratar de um sequestro, e se marido Nick imediatamente chama a polícia, mas logo as suspeitas recaem sobre ele. Exibindo uma estranha calma e contando uma história bem diferente da relatada por Amy em seu diário, ele parece cada dia mais culpado, embora continue a alegar inocência. A medida que as revelações sobre o caso se desenrolam, porém, fica claro que a verdade não é o forte do casal. Leia um trecho. Comprar: Saraiva Americanas Submarino Fnac Leitura
A hospedeira, de Stephenie Meyer- "Numa Terra ocupada por alienígenas que parasitam os humanos, tomando o lugar de suas almas. Melanie é uma hospedeira que resiste, bombardeando a alma invasora com memórias e desejos, recusando-se a esquecer seu passado, inclusive Jared, que se torna a paixão de ambas." Trata-se de uma nova edição do romance adulto de Stephenie Meyer (Crepusculo) com capa inpirada no cartaz do filme estrelado por Saoirse Ronan, Max Irons, Jake Abel e Diane Kruger.Com estréia prevista para 29 de março nos cinemas brasileiros, a produção tem roteiro e direção de Andrew Niccol. Leia um trecho. Comprar: Saraiva Americanas Submarino Leitura
O teorema Katherine, de John Green- Eleito como Livro do Ano pela Kirkus Reviews e Melhor Livro para Jovens Adultos pela American Library Association, O Teorema Katherine é o novo livro de Jhon Green, o aclamado autor de A culpa é das estrelas. "Colin conhece Katherine. Katherine gosta de Colin. Colin e Katherine namoram. Katherine termina com Colin. É sempre assim. Após o mais recente e traumático pé na bunda Colin resolve cair na estrada com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo na carona, o ex-garoto prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, com pura matemática, o desfecho de qualquer relacionamento." Leia um trecho.  Comprar: Saraiva Fnac
O diário de Helga, Helga Weiss – "Em 1938, por ocasião da ocupação nazista em seu país, a menina de 8 anos, filha de um bancário e uma costureira, começou a escrever e a desenhar suas impressões sobre tudo que aconteceu com sua família. Em um caderno, Helga narra a segregação dos judeus ainda em Praga, a desumana rotina de privações e doenças de Terezín e sua peregrinação ao lado da mãe por campos de extermínio como Auschwitz, onde escapou por pouco da câmara de gás." Comprar: Saraiva 
Os óculos de Heidegger, de Thaisa Frank – "Certo dia, uma tarefa é passada pelo próprio Goebbels: responder a uma carta do filósofo Martin Heidegger para seu amigo e oculista Asher Englehardt, prisioneiro de Auschwitz. Diante da suspeita de que talvez a prosaica correspondência contenha algum tipo de mensagem cifrada que poderia desmantelar os planos do Terceiro Reich, os escribas e seus líderes se veem às voltas com o desafio de responder ao filósofo de uma forma que desencoraje uma nova troca de cartas e garanta a permanência tranquila do grupo." Leia um trecho
Pandemônio, de Lauren Oliver – No segundo livro da série Delírio, Lena Haloway está dividida entre o passado – Alex, a luta pela sobrevivência na Selva – e o presente, em que terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor, sem, porém, se transformar em um zumbi. Leia um trecho. Comprar: Saraiva (versão inglês)
Eu li A hospedeira anos atrás, gostei muito e estou ansiosa pela adaptação cinematográfica (assista o trailer) Pretendo começar a leitura de Garota Exemplar em breve, e vou postar resenha, e por fim não posso deixar de mencionar John Green que me encantou e mexeu muito comigo com o belíssimo A culpa é das estrelas e me deixou mais que ansiosa pelos seus próprios livros.

Ansiosas pelos novos livros? Se você já leu algum deixa aí nos comentário e curta nossa página no facebook

quarta-feira, 13 de março de 2013

Resenha: Belo Desastre

Autor: Jamie Mcguire
Editora: Verus
Número de páginas: 389
Avaliação:  



Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da Universidade.
Travis Maddox, seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que a Abby precisa - e deseja- evitar. Ele passa noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade.
Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em um relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

                                                     ****
O que dizer? Amei o livro e li em ritmo frenético durante uma madrugada inteira e quer descobrir porque? Continue lendo.
A escrita de Jamie Mcguire é fluída e viciante (vide madrugada sem dormir) e a trama é muito envolvente e isso só aconteceu por causa do casal protagonista,  Travis e Abby, que possuem uma química perfeita e ambos têm personalidades muito fortes e bem diferentes, que de certa forma se completam. O delicioso do livro é ir descobrindo mais sobre cada um e como o amor vai mudando a cabeça desses dois "cabeças-duras", principalmente do Travis. Apesar da história ser narrada em primeira pessoa pela Abby eu ouso dizer que o livro é feito pelo Travis e para ele, é dele as melhores cenas e falas e obviamente ele é o personagem que mais chama a atenção e rouba nosso coração.

Travis "cachorro louco" é um lutador e típico bad boy, todo tatuado, galinha, cafajeste, que anda de Harley Davidson e arranca suspiros de TODAS, inclusive da Abby, mas como sempre no começo ela não admite. Abby é a mocinha comporta, mas que esconde um segredo e faz de tudo pra não se envolver com Travis, mas também como sempre ela não consegue. Você achou clichê? No começo eu também achei, mas dê uma chance a história e leia, porque o romance criado por Jamie Mcguire é um clichê bem vindo, sincero, a trama sofre reviravoltas gostosas de acompanhar e ao contrário do que você possa estar imaginando a relação dos personagens não é um conto de fadas, na verdade é bem conturbada.
Por mais que Travis seja mimado, ciumento, por vezes descontrolado e explosivo, e sobretudo possessivo é impossível não se encantar por ele, pela forma como ele trata a Abby, como ele demostra o seu amor, as declarações, o cuidado e apoio incondicional que ele oferece pra ela. E olha que Abby não é fácil, ao contrário do que você possa imaginar ela não é mais uma daquelas mocinhas sem graça, ela tem atitude, personalidade e não aceita imposições, sejam elas do Travis ou não, e algumas de suas escolhas fazem o jovem sofrer, e muito.

Algumas meninas criticaram a Abby e não concordaram com algumas atitudes dela ao longo da trama, mas gente hello! Ela só estava tentando se proteger, pensando no melhor pra ela e corações apaixonados são corações meio bobos, e as vezes temos vergonha de admitir certos sentimentos, temos medos e inseguranças. O Travis é lindo, maravilhoso e tudo mais, mas ele continua sendo um rapaz, e até as meninas mais fortes tem momentos de insegurança e fraquezas. Pensem nisso. 

Não posso deixar de mencionar a America e o Shepley, melhor amiga da Abby e primo do Travis (e que também são um casal!). Eles são divertidos, fofos e ajudam a contrapor toda tensão gerada pelo casal principal.

Belo desastre é repleto de cenas tão românticas que eu ficava suspirando sozinha. Travis foi para a lista de personagens que eu sou completamente apaixonada e que defendo irremediavelmente. 
A única coisa que me incomodou na história foi a enrolação, tinha horas que a trama se estendia demais em um determinado momento. Diversas vezes o casal protagonista ficava nos mesmos dilemas, indecisões e fica meio repetitivo. Eu tinha vontade de gritar "Porra, resolvam logo isso, fiquem juntos e me dê um final feliz", mas não é assim e várias coisas e situações surpreendentes acontecem. Também odiei o Travis ficar chamando a Abby de Beija-Flor, achei brega!

Os direitos do livro já foram adquiridos pela Warner, então é só torcer pro filme sair logo. Na minha cabeça o perfeito Travis é o ator Mario Casas, ele é lindo demais e se você ainda não assistiu Paixão Sem Limites (ou "3 metros acima del cielo" trailer aqui) não perca tempo, usa essa internet linda que você têm e procura para baixar. Você vai entender por que eu digo que ele é perfeito.

E vocês gostaram de Belo Desastre? Estão ansiosas pelo lançamento de Walking Disaster (a história de Belo Desastre narrada pelo Travis)? Espero que vocês tenham gostado da resenha.

No cinema: Dezesseis Luas

Sou completamente fascinada pela magia do cinema (frase cafona, eu sei!) e meu programa favorito nos finais de semana é correr pro cinema (claro que depois eu vou pro bar degustar uma cervejinha #confissões). Sou dessas chatas pseudocinéfilas meio ranzinzas que ficam se chateando com o pessoal cada vez mais educado que frequenta as salas de cinema #NOT. 
Sob esse cenário, nada mais natural do que escrever sobre filmes aqui no blog né? Então lá vamos nós, espero que vocês gostem.
"O novo Crepúsculo". Essa é a frase de divulgação do filme Dezesseis Luas (Beautiful Creatures, nos EUA), que entrou no circuito de cinemas brasileiros dia 01 de março. É fato que a Saga: Crepúsculo tanto livros quanto filmes, abriram espaço para um nova safra de franquias adolescentes com temática sobrenatural. E depois de vampiros, lobisomens, zumbis, bruxos... chegou a hora da feitiçaria.

Não tinha muitas expectativas no filme, não li o livro, e agora depois de ter assistido o filme, não pretendo ler a série Beautiful Creatures (sim sou dessas, que me convenço pelos filmes, por isso sempre gosto de ler o livro primeiro, mas dessa vez não deu!), e antes que os fãs mais fervorosos se chateiem, eu parto da premissa que qualquer filme deve se sustentar sozinho, ou seja, uma boa adaptação tem que permitir que o telespectador entenda a história mesmo sem ter lido o livro. E já começo dizendo que isso não aconteceu em Dezesseis Luas.

Vamos a história. Ethan (Alden Ehrenreich) é um estudante do High School de 16 anos, órfão de mãe e que mora com um pai aparentemente (digo aparentemente, porque ele não aparece no filme e não temos muito detalhes sobre o relacionamento dos dois) deprimido pela morte da esposa. Ethan sonha em sair de Gatlin, uma cidadezinha sulista, e ir estudar em Nova York, ah ele também sonha literalmente com uma misteriosa jovem. Até que um dia pá... a misteriosa garota que vem perturbando seus sonhos é a sua nova colega de classe. Trata-se de Lena (Alice Englert) sobrinha do esquisitão Macon Ravenwood (Jeremy Irons) que cultiva fama de satanista entre os moradores da cidade.Lena descende de uma família de poderosos feiticeiros e no seu 16º aniversário ela será escolhida pela Luz ou pelas Trevas. 

Logo que Lena chega à escola, ela e Ethan se aproximam e lógico acabam se apaixonando, e enquanto vão vivendo sua história de amor clichê a mãe de Lena, Seraphine (Emma Thompson) retorna para convencer a filha a liderar as forças das Trevas e usa o amor dos dois jovens para trazer à tona uma antiga maldição.

As comparações com Crepúsculo são inevitáveis, e assim como a trama Dezesseis Luas também conta com um casal  protagonista pouco conhecido do público, mas sinceramente eu consegui ter mais antipatia por Ethan e Lena do que eu tinha pelo triângulo amoroso criado por Stephenie Meyer. O casal não convence em cena e eu não consegui me "afeiçoar" aos personagens nem torcer pelo romance dos dois, tanto fez se eles ficaram juntos ou não.

O roteiro de Richard LaGravenese ("PS, Eu te amo") é confuso, e muitas pontas ficaram soltas ao longo da trama, como por exemplo, a relação entre a família de Macon e a de Amma (Viola Davis), o romance entre a mãe de Ethan e Macon,  e gente eu preciso perguntar "cadê o pai do Ethan?" Tudo bem, ele ser depressivo, mas ele nem dá as caras no filme mesmo o telespectador sabendo que ele existe e mora na mesma casa do filho...estranho. Toda a história da maldição é confusa e simplesmente não funciona. Enfim, a salvação seria todas essas "pontas soltas" serem explicadas nos próximos filmes. 

Alden Ehrenreich, no papel de Ethan conseguiu chamar um pouco de atenção, com uma interpretação cômica, mas  exagerada em alguns momentos. Jeremy Irons parece constrangido com seu personagem canastrão. Emma Thompson se esforça (acho que não tinha como ser melhor com o material que ela tinha em mãos) em uma atuação deliciosamente exagerada, porém se era para Seraphine ser   a grande vilã, foi mal aê, mas não deu certo, porque eu só conseguia rir com suas cenas. Emmy Rosssum como a maldosamente sedutora prima Ridley provoca alguns risos mas é totalmente dispensável para a história.

Os efeitos especiais são mal feitos e o design de produção é extremamente brega, os figurinos são tão pavorosos (já dá pra perceber pelo pôster) que no comecinho eu achei que tratava-se de uma história em um tempo passado, só isso explicaria o figurino e os penteados inexplicáveis, mas NÃO, a história é dos dias atuais mesmo, ou seja, o povo de Gatlin é cafona mesmo!
Fiquei contando os minutos pro filme acabar e é uma pena que os defeitos da produção tornem a produção extremamente frustante, funcionando mais como um filme trash do que um romance adolescente. A única coisa que salvou foi a explicação de Ethan para o final de Titanic! #spoilers. Assistam ao trailer e tenham uma amostra do que eu estou falando.

Espero que vocês tenham gostado, e vocês curtiram Dezesseis Luas? E o livro?


terça-feira, 12 de março de 2013

Na playlist: Radioactive

Pra quem ainda não conhece, eu sugiro que corra lá no youtube (VEVO love it!) e procure por Radioactive
A banda começou a fazer um enorme sucesso depois que a música It's Time fez parte da trilha do excelente "As vantagens de ser invisível" e recentemente eles lançaram um nova música, "Imagine Dragons", que já foi confirmada na trilha sonora do filme The Host (lançamento ainda esse mês aqui no Brasil) e que faz parte do cd Night Visions

Estou completamente viciada em "Imagine Dragons", tenho escutado várias vezes no dia (aloka). O clipe é meio maluco  e conta com a participação da atriz Alexandra Daddario (Percy Jackson e o Ladrão de Raios), que chega pra acabar com as vitórias de um ursinho de pelúcia numa espécie de "briga de galo". Achou tudo confuso? Confira o player:


Espero que vocês tenham gostado, e deixem nos comentários as dicas de músicas de vocês!

Lançamentos Literários de Março: Arqueiro

Olá pessoal,

O mês de março já está quase na metade, e a louca que vos escreve está atrasada, mas vamos ao que interessa. Pois bem, o mês de março está com ótimos lançamentos e me interessei por vários (como sempre! hahaha).

Pra deixar o post mais didático organizado mesmo, vamos começar com os lançamentos da editora Arqueiro.


Uma curva na estrada- Nicholas Sparks. "Um história sobre as difíceis reviravoltas da vida e sua incomparável doçura. Um livro sobre as imperfeições do ser humano, os erros que todos cometemos e a alegria que experimentamos quando nos permitimos amar". Comprar: Saraiva Americanas

Poder Absoluto- David Baldacci. "Um ladrão escrupuloso, um advogado obstinado, um detetive que não aceita nenhum caso sem solução e um grupo de pessoas dispostas a qualquer coisa pelo poder". Comprar: Saraiva

Os Doze- Justin Cronin. "Segundo livro da trilogia A passagem, que nos faz questionar a mente humana, os avanços científicos e a busca do poder que leva a uma certeza sombria de nosso capacidade para o mal." Comprar: Saraiva Submarino Americanas

A passagem- Justin Cronin. "Suspense implacável, uma alegoria da luta humana diante de uma catástrofe sem precedentes. Da destruição da sociedade que conhecemos aos esforços de reconstruí-la na nova ordem que se instaura, do confronto entre o bem e o mal ao questionamento interno de cada personagem, pessoas comuns são levadas a feitos extraordinários, enfrentando seus maiores medos em um mundo que recende a morte". Comprar: Saraiva Submarino Americanas

Um certo verão- David Baldacci. "Uma narrativa delicada e emocionante, a história de quatro vidas devastadas pela perda e salvas pelo amor.' Comprar: Saraiva Submarino Americanas

O preço da vitória- Harlan Coben. "Nesta trama repleta de suspense e reviravoltas, Harlan Coben nos leva a mansões monumentais e móteis de quinta junto com Myron Bolitar, um herói complexo, de cabeça quente e coração de ouro, mais fascinante e imprevisível a cada página". Comprar: Saraiva

Como sempre gostei dos lançamentos românticos. Eu já comprei o livro do Tio Nick (aka Nicholas Sparks) e logo logo vou resenhar o livro pra vocês, que eu acredito não deve fugir muito da linha romance-DRAMA-reviravolta-DRAMA características do Nick. Um certo verão do David Baldacci me encantou pela capa linda (adoro capas com mar, faróis, coisa e tal) e também "fui com a cara" da sinopse and capa de Poder Absoluto, que foge um pouco do estilo de leitura que estou mais habituada. 

E vocês gostaram dos lançamentos? Contaê nos comentários. Ah gente o site da Americanas está de promoção, corram lá e aproveitem as ofertas pra colocar a lista de leitura em dia.

* Não, eu não ganho dilmas (ou seja, dinheiros) para falar bem de livros, indicar livrarias ou sites de compra virtual. E não, eu também não recebo livros de editoras e livrarias, todos os livros resenhados no Fofuras com Nerdices foram comprados. 


Youtubando

Hey girls, o blog voltou! Depois de um longo período sabático ( faculdade me matando em 3,2,1...) espero que agora eu possa me organizar melhor e postar toda semana, e aguardem novidades por aqui.



Vamos ao que interessa, eu sou viciada em canais do Youtube, seja de música, de maquiagem, de filmes... enfim eu vivo futricando e sempre me deparo com canais interessantes. Na TAG "Youtubando" eu vou mostrar minhas descobertas no mundo "YouTube" e minhas dicas de canais legais. Espero que vocês gostem. 

Semana passada "passeando" pelo Youtube eu descobri um canal de duas meninas muuuito legais e fofas, a Carol Moreira ( no twiiter: carolmoreira3) e a Flávia Gasi ( no twitter: flaviagasi), o Make1upTv!
O canal têm tutoriais de maquiagem inspiradas em personagens nerds, sejam eles de filmes, livros, mangás, animês, HQ's... e por aí vai, além de comentar sobre o tema escolhido. As meninas além de fofas, são super entendidas, engraçadas e a dupla é super sintonizada. Meus tutorias de maquiagem favoritos foram: 

Apesar de não ter curtido muito de Amanhecer: Parte 2 (na verdade achei todos os filmes da Saga bem ruins!), mas enfim, adorei a maquiagem da Bella no filme, com uma pele bem feita e iluminada em tons neutros.

Adoro The Walking Dead, e achei essa maquiagem bem fácil e dá pra fazer com coisas que a gente tem em casa mesmo e são baratinhas. 
Não gostei muito da maquiagem de HP, mas morri de rir com o bate-papo das meninas. 

Como dizem as meninas do Make1upTv: " não é porque a gente é nerd que a gente não gosta de maquiagem, não é porque a gente é menina que a gente não gosta de coisa nerd! É isso espero que vocês tenham gostado da dica.

Encontre as meninas do Make1upTv também no twitter e no facebook